Portal 135

SUDENE e AMAMS farão capacitação dos servidores municipais

15/09/2018

O Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha poderão ser modelos em evento de capacitação dos prefeitos e servidores municipais, em projeto Mais Gestão, desenvolvido pela  Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste - Sudene e a Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene - AMAMS, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD, vinculada a Organização das Nações Unidas. O assunto foi discutido ontem de manhã em Montes Claros, durante reunião com o  superintendente da Sudene, Antonio Silva Magalhães Ribeiro, que esteve na AMAMS e se reuniu com o presidente Marcelo Felix, prefeito de Januária e o secretário-executivo Ronaldo Mota, membro do Conselho Deliberati vo da Sudene.


 

Na reunião, Antonio Silva Magalhães explicou que fará essa capacitação ainda esse ano em sete Estados da área da Sudene e aceitou a proposta da AMAMS de realizar esse projeto na área mineira da Sudene, envolvendo todos os prefeitos. Ele lembra que uma das dificuldades enfrentadas pela Sudene é o acesso aos prefeitos e que a parceria com a AMAMS permitirá maior agilidade e participação dos municípios. A coordenadora de Desenvolvimento Sustentável da Sudene, Isa Guimarães explicou que o objetivo é mostrar aos municípios como elaborar projetos e assegurar os recursos públicos. Por isso, a meta é capacitar um servidor efetivo e outro contratado. Os prefeitos serão estimulados a participarem dessa capacitação.

Este projeto em parceria com a AMAMS é de Eficiência Administrativa, onde os prefeitos serão avaliados em quatro critérios técnicos, como políticas de arrecadação de recursos, capacidade de investimentos e emprendedorismo, capacidade de endividamento e por fim, gastos com projetos sociais, na educação, saúde e asisstencia social. Antonio Silva Magalhães salientou que esses municípios receberão um selo de eficiência. Os primeiros municípios serão de Minas Gerais, Espirito Santo, Bahia e Pernambuco.

O secretario-executivo da AMAMS, Ronaldo Mota, enfatizou que a entidade  agradece a parceria com a Sudene, pois foram intensificadas as ações de aproximação do órgão com a região com bons resultados. O presidente da AMAMS, Marcelo Felix, prefeito de Januária, explicou que a AMAMS e a Sudene podem fazer boas parcerias para o desenvolvimento do Norte de Minas e colocou a entidade para participar desse projeto. Ainda na mesma reunião,  Robson Brandao, técnico da área de Planejamento da Sudene, apresentou o plano de desenvolvimento sustentável de Montes Claros e entorno, que terá um custo de R$ 400 mil, nos moldes do que ocorreu em Campina Grande, na Paraiba e Feira de Santana, na Bahia. Essa foi uma reivindicação da AMAMS feita ao superintendente Antonio Silva Magalhães quando da sua última estada a Montes Claros no mês de junho deste ano.


Ascom | AMAMS