Portal 135

Projetos do ICA-UFMG são apresentados na Expomontes

29/06/2018

Além de projetos de pesquisa e extensão expostos em estandes, a Mini Fazenda da UFMG apresentará um espaço lúdico com foco na educação ambiental

Pesquisas sobre biotecnologia, sobre propagação de mudas nativas e sobre sistemas de agricultura e pecuária que reduzem a pressão sobre o meio ambiente serão alguns dos temas apresentados na 44ª edição da Exposição Agropecuária de Montes Claros, (Expomontes) a partir desta sexta-feira, dia 29 de junho. Estes projetos serão apresentados no estande do Instituto de Ciências Agrárias (ICA), UFMG campus Montes Claros. Outro destaque deste ano, é a Mini Fazenda da UFMG, que reúne exposição de animais e jogos educativos. O evento será realizado de 29 de junho a 8 de julho, no Parque de Exposições João Alencar Athayde, em Montes Claros. 

De acordo com a coordenadora do Centro de Extensão do ICA, a professora Júlia Maria de Andrade, a participação no evento contribui para o relacionamento entre a comunidade e a universidade. “Agregamos recursos humanos especializados à exposição, com os nossos alunos, contribuímos na organização e realização de atividades específicas da área de atuação dos nossos Cursos. É uma excelente oportunidade para o ICA se comunicar com a comunidade e ouvir as suas demandas”, declarou. 

A Expomontes é uma exposição agropecuária tradicional de Montes Claros, com o intuito de estimular a atividade produtiva da região. De acordo com os organizadores, os dez dias de evento devem movimentar R$ 500 milhões, além de gerar empregos e fomentar a economia local.   

Uma parte dos trabalhos que farão parte do estande da UFMG serão mostruários de sementes, que compõem um dos laboratórios da universidade. “Os mostruários representam a agrobiodiversidade da região. Demonstram uma diversidade de favas de milho e de diferentes culturas do norte de minas, como espécies florestais, frutíferas e de hortaliças”, explica o professor Delacyr Brandão, que coordena a atividade. 

No evento também serão expostas mudas de plantas nativas do Norte de Minas. As mudas foram produzidas no Viveiro de Mudas Frutíferas Ornamentais e Siviculturais do campus, que tem o papel de auxiliar nas atividades de ensino, para a execução de aulas práticas de diferentes disciplinas, além de apoiar também projetos de pesquisa e extensão da universidade. O viveiro é coordenado pelo professor do ICA e Pró-Reitor Adjunto de Extensão Paulo Sérgio Nascimento Lopes. 

O estagiário do viveiro e estudante do curso de agronomia do ICA, Tiago Santiago, explica que o espaço incentiva a valorização das atividades produtivas agrárias, com foco na educação ambiental. “Incentivamos a ideia de valorização do campo. A gente tem o objetivo de produzir uma muda de qualidade a um preço de custo, principalmente das espécies nativas, que são ameaçadas e normalmente são muito difíceis de serem encontradas”, esclareceu. 

Por meio das atividades de extensão, a equipe presta assessoria para comunidades, com cursos de formação, oficinas e eventos. De acordo com Tiago, a proposta é dar um aporte técnico aos produtores, para além da disponibilidade de mudas.  “A gente tenta dar um atendimento mais tecnificado. Nosso objetivo não é só vender a muda, mas também ensinar ao produtor as melhores técnicas de plantio, de poda, de condução da muda”, explicou. No evento, serão sorteadas mudas de pequi e jabuticaba. 

Entre outros projetos que serão expostos estão a Integração Lavoura, Pecuária e Floresta, que será apresentada por meio de maquetes, com a coordenação da professora Leidivan Almeida Frazão. E também as pesquisas com biotecnologia e propagação de mudas in vitro, coordenadas pela professora Claudinéia Ferreira Nunes. 

Mini fazenda 

Como parte da programação da Expomontes está a Mini Fazenda da UFMG. O espaço oferece um ambiente lúdico que simula uma fazenda, com a exposição de animais, além de jogos e atividades de educação ambiental, com foco nas crianças e jovens que visitarem a feira. A visitação é gratuita. 

De acordo com o professor do ICA e coordenador da atividade, Délcio Rocha, explica que estarão expostos animais como pônei, minivaca, minipig, minicabra e peixes ornamentais. O professor explica que é uma oportunidade para se discutir sobre a importância das atividades produtivas rurais e também sobre bem-estar animal. “É uma oportunidade da universidade ir às áreas externas do campus. Estamos em uma região do Norte de Minas carente não só em informação, mas também em novas tecnologias, a fazendinha vem trazer um resgate da questão histórica das fazendas antigas e apresentar as tecnologias que estão sendo empregadas atualmente”, disse Délcio. 

No espaço, as crianças serão envolvidas em atividades sobre os cuidados com animais de estimação, sobre reciclagem e destino correto de resíduos sólidos, e participar de jogos educativos e interativos, por exemplo, sobre a germinação de sementes. “Nos jogos, vamos apresentar a semente como veículo de tecnologia, do conhecimento e também de diversão. Desde a formação, o desenvolvimento, a germinação, até a diversidade de sementes”, contou professor Delacyr. 

Já estão inscritas 30 escolas da rede pública de ensino, e a previsão é que a Mini Fazenda receba cerca de 600 visitantes por dia, nos dez dias da exposição. A visitação tem o tempo estimado de uma hora e acontecerá das 8h às 12h e das 13h às 18h, e também estará aberta para os demais visitantes da feira. 



Torneio Leiteiro 

Como nos anos anteriores, o ICA também participa do Torneio Leiteiro Expomontes, que visa incentivar o potencial da produção leiteira da região do Norte de Minas. De acordo com o professor Otaviano de Souza Pires, será uma oportunidade para que os estudantes da UFMG conheçam a prática da produção leiteira e auxiliem na realização do torneio, fiscalizando conforme as regras, ajudando a organizar a pesagem e toda a condução do que é o torneio. 

“Para os alunos, essa é uma troca de experiência. Eles estarão adquirindo conhecimento teórico e prático, já lidando com os produtores antes mesmo de sair para o mercado de trabalho. E consequentemente, tem um crescimento prático de experiência para o que ele vai encontrar no mercado”, explicou o professor. Esta ação é realizada como projeto de extensão. 

A 44ª Expomontes é organizada pela Sociedade Rural de Montes Claros. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas em seu site oficial.