Portal 135

Presidente da Assembleia recebe dirigentes da AMM

26/03/2019

Encontro com deputado Agostinho Patrus reforçou a aproximação do Legislativo com a Associação que representa os municípios mineiros

O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Agostinho Patrus (PV), se reuniu com o presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM) e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, e com o diretor da AMM para a Região Central e prefeito de Curvelo, Maurílio Guimarães, na sexta-feira (22/03/2019).

Na ocasião, foi discutida a necessidade de reaproximação entre a ALMG e a AMM para a formação de parcerias em favor da causa municipalista, como a realização do 36º Congresso Mineiro de Municípios, evento tradicional que há muitos anos reúne gestores, servidores públicos e empresários em torno da luta pelos direitos dos municípios. Neste ano, o Congresso acontecerá em maio e terá como tema “Novos governos: Perspectivas, Desafios e Compromisso com os Municípios”.

Patrus reiterou a importância de manterem uma boa relação institucional e manifestou solidariedade às prefeituras em crise. “Acredito que os municípios mineiros precisam de uma rápida resposta dos poderes constituídos, de modo a retomar o crescimento e o desenvolvimento econômico e social, um consenso buscado por todos”, declarou.

Para o prefeito de Curvelo, o encontro foi bastante proveitoso e deve surtir bons resultados. “Levamos ao presidente as demandas dos prefeitos mineiros, em especial as dificuldades trazidas pelo não repasse de recursos pelo Governo do Estado. Sei que o deputado Agostinho terá grande desempenho no comando da Assembleia, mostrando-se sempre sensível aos interesses da nossa gente”, contou Maurílio Guimarães.

Em nota divulgada nesta terça-feira (26/03/2019), a Mesa da Assembleia apontou críticas ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) negociado pelo Estado com o Governo Federal. Segundo a Mesa, o RRF pode comprometer a estrutura financeira dos municípios. “Um ponto importante a ser analisado diz respeito à proibição da celebração de convênios com municípios e entidades, o que pode colocar em risco a oferta de bens e serviços públicos pelos municípios, comprometendo ainda mais a sua estrutura financeira”, diz a nota.

O presidente Agostinho Patrus reforçou que a Assembleia de Minas vai tratar o tema com a seriedade e a responsabilidade que a questão exige, sem abrir mão de princípios que regem o processo decisório no Parlamento, como o diálogo, a pluralidade e a independência.