Portal 135

Polícia Federal abre concurso com 500 vagas e salários até R$ 22 mil

16/06/2018

Edital foi publicado nesta sexta. Confira calendário completo da seleção
Resultado de imagem para concurso pf 2018

Finalmente a espera acabou e o edital do concurso da Polícia Federal foi publicado nesta sexta-feira (15), no Diário Oficial da União. Ao todo, são 500 vagas. 

As inscrições para participar da seleção serão realizadas via internet, no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), que organiza o concurso, entre as 10h do dia 19 de junho e 18h do dia 2 de julho. Os valores da taxa de inscrição são de R$ 250 para os cargos de delegado e perito e R$ 180 para agente, escrivão e papiloscopista.

De acordo com o edital, as vagas estão distribuídas assim: 150 para delegado, 60 para perito criminal Federal, 180 vagas no cargo de agente, 80 vagas no cargo de escrivão e 30 vagas no cargo de papiloscopista federal.

As maiores remunerações são para os cargos de delegado e perito criminal, R$ 22.672,48. Para agente, escrivão e papiloscopista, a remuneração é de R$ 11.983,26.

Confira o edital do concurso:

Segundo o edital, as provas objetivas e a prova discursiva, exceto para o cargo de delegado terão a duração de cinco horas e serão aplicadas no dia 19 de agosto, no turno da tarde. Já para delegado, a prova objetiva terá a duração de quatro horas e será aplicada no mesmo dia, mas no turno da manhã, e a prova discursiva terá a duração de quatro horas no turno da tarde.

Os exames de aptidão física vão ser aplicados nos dias 13 e 14 de outubro. Para o cargo de delegado, haverá uma prova oral, no dia 11 de novembro. Já a avaliação psicológica será realizada no dia 6 de janeiro de 2019. 

Dicas para você se dar bem
Para você não ser pego de surpresa e organizar os estudos da melhor forma possível, o CORREIO conversou com alguns especialistas e já adianta algumas dicas para se dar bem na prova: 

O professor de Direito Penal e Processo Penal, Osmar Palma, recomenda que o candidato esteja afiado nas matérias base - português e matemática -, mas ressalta a importância das matérias específicas. “Hoje o que vem decidindo os concursos da Cespe são as matérias de Direito Penal e Processo Penal, por isso é importante estar com os assuntos em dia”, recomenda. 

Ele ainda alerta sobre a possibilidade da Cespe compor a banca organizadora do certame. “É importante lembrar ao candidato que nos concursos da Cespe toda vez que se erra uma questão, uma questão que foi acertada é anulada. Por isso, o indicado é deixar algumas questões em branco quando realmente não souber porque o chute pode comprometer duas questões de uma só vez”, aconselha.

De última hora
Para quem não estava se preparando e recebeu a notícia do concurso de surpresa, o professor indica focar em questões anteriores da prova. Osmar ainda recomenda o estudo de pelo menos 8 horas por dia, caso o candidato tenha tempo livre. Se não for o caso, ele garante que 4h diárias são suficientes. É importante incluir no cronograma de estudos também os 5 minutos de descanso a cada 30 minutos de estudos continuos.

Teste de aptidão física
É importante treinar para essa prova antes mesmo do resultado da parte escrita, porque o teste físico tem caráter eliminatório. O que acontece, porém, é que muitos concorrentes acabam focando só na prova escrita e depois acabam sendo eliminados no teste de aptidão física (TAF).

O personal trainer Lucas Macambira afirma que o mais indicado é que a pessoa comece a treinar pelo menos quatro vezes por semana durante 3 a 4 meses antes da prova. Segundo ele, deixar para fazer tudo em cima da hora pode ocasionar algumas lesões ou estresse muscular. “Outra coisa muito importante é a nutrição do candidato porque o treinamento neuromuscular e alimentação devem sempre andar de mãos dadas”, lembra.

Antes de procurar um especialista para começar a treinar, é recomendado  buscar por um cardiologista e fazer os devidos exames para ser liberado para a prática de exercícios físicos. Após exames, o ideal é começar os treinos com a assistência de um profissional. Isso porque a ajuda profissional neste momento é fundamental para respeitar seus limites e progredir com saúde e segurança.

Como a prova do TAF é normalmente composta por natação, barra e corrida, o especialista indica a “prática de exercícios aeróbicos para melhorar o condicionamento cardio-respiratório; exercícios de força para ganhar força muscular e conseguir sustentar o próprio corpo; e a natação que é algo mais específico e precisa ser realizado em uma piscina, ou mesmo mar”.