Portal 135

PC esclarece mistério sobre morte de homem desaparecido

04/07/2018

Delegado Rogério de Melo Franco e equipe da Polícia Civil de Minas Gerais esclarecem mistério sobre morte de homem desaparecido desde novembro

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sentadas e área interna

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), apurou que Jonas Masterson Longo da Silva (conhecido como "Bananinha"), de 31 anos, foi assassinado com um tiro na nuca. O corpo do rapaz foi localizado no dia 4 de junho deste ano, em uma mata de difícil acesso, no viaduto da Mutuca, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte. 
Em razão desse crime, a Polícia Civil prendeu Diego Batista Arruda, de 27, apontado como suspeito de ser o executor do homicídio. De acordo com o Chefe do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Delegado-Geral Rogério de Melo Franco, um segundo suspeito, Helbert Fernandes de Souza, de 22, já foi indiciado nos autos de inquérito, denunciado pelo Ministério Público e aguarda julgamento em liberdade.

Segundo as investigações, a motivação para o crime seria uma dívida de aproximadamente R$ 300 reais, relacionada à venda de um carro. Jonas estava desaparecido desde o dia 10 de novembro do ano passado, quando foi visto pela última vez.

“Mais um bom trabalho de toda a equipe e reforço assim meu compromisso com a sociedade em dar resposta para casos como esse e tantos outros. Estamos mostrando para o marginal que impunidade aqui em Minas Gerais não tem vez!”, concluiu o delegado.

Participaram das investigações a Delegada Giomara Oliveira, o subinspetor Wellington Nascimento, o escrivão Alexandre Demétrio e os investigadores Max Wesley, Gilson Ferreira e Samuel de Araújo.