Portal 135

Instituto de Ciências Agrárias nas ondas da webrádio

05/11/2018

A partir desta segunda-feira, dia 5, entra no ar, em fase de testes, a Rádio UFMG Educativa Montes Claros

Programação musical, entrevistas e divulgação científica. A partir desta segunda-feira, dia 5 de novembro, está no ar, em fase de testes, a Rádio UFMG Educativa Montes Claros. O acesso à programação se dá pela tela inicial do site do Instituto de Ciências Agrárias (ICA), por meio de um pop up (uma janela que abre no navegador da internet). Na data, são comemorados os 50 anos da UFMG no Norte de Minas.

A webrádio, resultado do projeto “Ciência nas Ondas da Convergência”, aprovado na chamada Fapemig 08/2015 – Programa Comunicação Pública da Ciência e da Tecnologia, da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), foi pensada para ser um espaço para o compartilhamento do conhecimento produzido na e a partir da instituição, bem como de atividades de caráter científico, tecnológico, extensionista e cultural.

O diretor do Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da UFMG, Leonardo David Tuffi Santos, relata que o projeto representa mais um canal de interlocução com a sociedade. “Será um importante meio para que possamos divulgar aquilo que nossos estudantes desenvolvem no dia a dia. Será uma forma de atrair a sociedade a buscar esse conhecimento dentro da nossa UFMG e também uma oportunidade de divulgar na região a produção da rádio UFMG Educativa, como um todo, além da nossa programação local”, reforça. A programação local é transmitida entre 5h e 8h, entre 12h e 14h e entre 16h e 20h.

Ao longo do dia, a webrádio transmitirá, por streaming (pela internet), a programação da Rádio UFMG Educativa, parceria entre a Universidade e a EBC e operada pelo Centro de Comunicação da UFMG há 13 anos.  Mas a programação da webrádio UFMG Educativa Montes Claros também contará com uma programação exclusiva, produzida especialmente a partir do campus da UFMG no Norte de Minas. São dois programas: o “Norte da Música” e o “Veredas da Ciência: pesquisas e projetos do Norte de Minas”. Este último traz entrevistas com a comunidade acadêmica sobre resultados de pesquisas científicas realizadas no campus e o primeiro programação de músicas regionais.

De acordo com a diretora do Centro de Comunicação (Cedecom) da UFMG, Maria Céres Pimenta Spínola Castro, o lançamento da webrádio se configura como uma expansão das ações de comunicação da UFMG. “É importante darmos visibilidade para o que é produzido na Universidade, em seus diversos espaços e campi. A webrádio, que começa a ser operada a partir de hoje, é um passo importante para ampliar nossas estratégias de comunicação e integração da comunidade universitária. É fundamental darmos conhecimento sobre o que fazemos. Esta é uma obrigação da comunicação institucional”, cememora.

Divulgação científica

Além da transmissão por streaming, a Rádio UFMG Educativa Montes Claros contará também com uma aba no site do Instituto de Ciências Agrárias, onde serão disponibilizadas, em formato podcast, arquivos em áudio que podem ser acessados pelo usuário a qualquer momento. O programa foi nomeado de “Veredas da Ciência”. A cada semana será publicada uma nova reportagem. Para a estreia, foram publicadas as reportagens sobre um projeto de pesquisa que estuda as relações entre o buriti e condições do ambiente, visando sua utilização no ramo cosmético. Outra entrevista traz os resultados de pesquisa que desenvolveu uma bebida láctea fermentada para combate à desnutrição infantil.

Outra pesquisa contemplada nas entrevistas investigou os grandes projetos de mineração que, nos últimos 15 anos, tentaram implantar nova fronteira minerária em Minas Gerais.  E também uma reportagem sobre a avaliação de qualidade das sementes de alface para a comercialização. Para as próximas edições do “Veredas da Ciência” já estão programadas entrevistas sobre outros estudos, como é o caso de estudo que investiga os impactos das mudanças climáticas na sustentabilidade da Bacia do Rio Verde Grande, em Montes Claros, e faz uma previsão para os próximos cinquenta anos na região.

Outros temas abordados nas entrevistas trazem resultados de pesquisas sobre a propagação de mudas de espécies nativas do cerrado mineiro, sobre a produção animal, sobre as cadeias produtivas do Mel de Aroeira e do Queijo da Serra Geral, sobre tecnologias de inteligência artificial utilizadas no planejamento florestal, entre outros. “O esforço da UFMG para o lançamento da webrádio, que objetiva fortalecer as ações de divulgação científca, contou com a participação de uma equipe formada por especialistas de diferentes áreas do quadro do Cedecom e, como jornalistas para a produção de conteúdo, técnicos em operações, publicitários, entre outros”, destaca o jornalista Marcílio Lana, coordenador-executivo do Cedecom e coordenador do projeto.  “O apoio da Fapemig foi fundamental para conseguirmos implantar este projeto”, completa.