Portal 135

Crise ameaça paralisar saúde pública em Minas

06/12/2018

O Sistema Único de Saúde, SUS, está ameaçado de parar em Minas Gerais, no próximo ano, por falta de dinheiro dos municípios. O alerta foi feito na audiência pública da Comissão da Saúde da Assembleia de Minas, nessa quarta-feira, 05/12, durante análise do relatório de gestores do SUS no Estado, relativo ao segundo quadrimestre deste ano.

A situação dramática foi admitida por todos os participantes da reunião e lamentada pelos parlamentares presentes, que também são médicos. O deputado Carlos Pimenta, presidente da Comissão, afirmou que a maior parte dos hospitais estaduais está passando por muitas dificuldades financeiras e já começam a demitir profissionais. Segundo ele, “só no Norte do Estado há quatro meses as instituições não recebem repasses do Executivo e os valores chegam a R$ 10 milhões”.

Embora os gestores tenham admitido que o Estado conseguiu cumprir metas apesar da crise financeira que o País atravessa, o deputado Carlos Pimenta ressaltou a falta de responsabilidade do governo de Minas. “Tanto é que agora nós estamos com a corda no pescoço para votar o Fundo Especial para que ele jogue as dívidas do governo nesse fundo, tentando legalizar sua incompetência dos quatro últimos anos”. O parlamentar acredita que no ano que vem a situação deverá ficar ainda mais dramática, uma vez que o resto a pagar é quase impagável. “Não sabemos o que o futuro governador vai fazer. Até agora ele não nos procurou”, concluiu.